quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Filhos do coração

Adoptar é um acto de amor muito pensado e amadurecido.
Não tenho dúvida nenhuma que um filho adoptado é sempre um filho muito desejado, o contrário do que  pode ser com  um filho biológico.
Sempre tive esse desejo mas a vida trocou-me as voltas e esse sonho, teve de ficar na gaveta dos sonhos.
Uma família grande com filhos biológicos e adoptados era o que eu mais queria.

Ainda hoje já com filhas crescidas elas mesmas gostariam imenso de ter um a criança adoptada aqui em casa para fazer parte da nossa família.

13 comentários:

  1. É um acto de muito amor adoptar uma criança! Também gostava de um dia puder adoptar uma, mas a vida está difícil! Bjinhos***

    ResponderEliminar
  2. É um dos meus sonhos, se bem que me devo ficar apenas pelos adoptados. :)

    ResponderEliminar
  3. Como eu concordo. Adorava adoptar. O marido não concorda tanto. No entanto com a nascimento supresa do mais novo foi um sonho adiado e que talvez nunca se realiza. Mas que eu gostava gostava.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  4. :)))))))))))
    leio-te e sinto exactamente o mesmo.....
    bjo

    ResponderEliminar
  5. Como é bonito ler estas tuas palavras...sinal de que tens muito amor para dar e vender!
    ...e talvez gostasses de colmatar o facto de não teres um "pilas", né?

    ResponderEliminar
  6. NightDark - O meu primeiro filho, era rapaz, morreu com três meses, pois nasceu com uma mal formação.
    Com uma experiência tão traumatizante, deixámos de ter preferências, só queríamos que elas viessem perfeitas.
    E depois, alegro-me que vou ter três genros, que é muito melhor que três noras, hahahah

    ResponderEliminar
  7. Xiii :(
    Uma coisa é certa: não tiveste medo e realizaste o sonho de ser mãe :) que é belo tendo filhas, filhos ou casal :)

    ahahahahah...se for eu garanto que terás sorte ahahahahahahah (brincadeira)

    ResponderEliminar
  8. NightDark - o mundo é muito pequeno e Portugal é uma província.

    Só essa paixão que tu tens é que me preocupa, tenho medo.
    Quando tinha 17, 18 anos, tratava-as por tu, mas agora...

    ResponderEliminar
  9. É sem dúvida um grande acto de amor. Mas nunca é tarde e se não fores a tempo de realizar o teu sonho, e se este também é um sonho das tuas filhas, pode ser que alguma delas um dia o consiga concretizar :) Quem sabe, não é? Bjs

    ResponderEliminar
  10. Viagem - o meu já está na gaveta, mas se as minha filhas quiserem, vai ser meu neto, com muito amor. Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Adorei o texto e só demonstra a pessoa que és, confesso que também faz parte dos meus sonhos, lamento é que a lei da adopção dificulte tanta coisa quando o único requisito devia ser o desejo de ter e amar um ser como se um filho nosso fosse mas pronto já estou a divagar ou não.

    beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
  12. Acho que é sem dúvida alguma, um grande acto de amor e coragem.
    :-))

    ResponderEliminar