quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Emigrar por Amor

Ando com o coração mais pequenino que uma ervilha, ando triste, preocupada e apreensiva.
Tenho consciência que chega a altura e os filhos voam, mas não estava preparada para um voo tão longo e tão repentino.
Apaixonou-se perdidamente e não pode viver longe do seu amor.
Quer estar junto dele, quer viver com ele quer construir uma família  e a solução é ir para junto dele.
A minha filha tem uma estrela guia (sempre lhe disse).
Contra a norma da instituição onde trabalha, foi-lhe dado uma oportunidade de transferência do posto de trabalho para Bruxelas. Situação que nunca ocorreu com ninguém.  Dos RH avisaram-na que era quase impossível ela conseguir essa mobilidade, era mesmo muito difícil, provavelmente não iriam abrir uma excepção.
Não desistiu, falou com o Director, abriu o coração contou-lhe que estava apaixonada e precisava que lhe dessem a oportunidade de continuar a ser feliz.
 Esperou quatro dias ansiosa.
Conseguiu!!
A felicidade transbordava quando lhe deram o ok, nem queria acreditar, estava super feliz, não cabia em si de contente.
Março será a semana da despedida, não consigo imaginar ela a fazer a mala e caixas com as suas coisas.
Não posso pensar que ela não vai chegar para jantar, para conversarmos, não vou ouvir a musica que sai do seu quarto quando ela está, não vou ouvir a sua voz, o seu sorriso, beijar-lhe a face fria quando chega, passar a mão no cabelo grande preto de caracóis,  a musica alta enquanto toma banho..., não sei quando a volto a ver.
Dou comigo a chorar, ela vai fazer-me muita falta, e não é por haver mais filhos que a ausência é melhor aceite, cada filho tem um lugar especial no meu coração e é como se esse lugar ficasse vazio.
Ou sou eu que fico vazia. 

24 comentários:

  1. Os meus irmãos emigraram e encontraram o amor. Tenho noção de não voltarão, a não ser para uns dias de férias... Custa muito! Custou muito quando partiram! Será diferente para uma mãe, talvez mais custoso... Sem dúvida, mais custoso.
    Desejo que corra tudo bem! E se ela está feliz pela mudança que vai ocorrer, será mais fácil!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Que tenham todos força para superar isto! Que ela vá bem, fique bem...ela e vocês aqui :)

    ResponderEliminar
  3. Será difícil mas é importante interiorizares que a situação, não só faz parte da vida como representa algo que deseja.

    Mantenham-se sempre por perto.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Querida amiga da onça, imagino que seja muitooo difícil, mas é sinal que fizeste um bom trabalho como mãe: deste-lhe asas para voar e raízes onde voltar!
    Beijo enorme

    ResponderEliminar
  5. Este é um ciclo da vida e imagino que te custe aceitá-lo. As lágrimas são normais e, com o tempo, vão secar, porque saberás que a tua filha está feliz.
    Força, cara Amiga.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Imagino como deve ser difícil. No entanto terás que pensar que os filhos ganham asas e voam em rumo à felicidade. Que ela seja muito, muito feliz, é o que te desejo. E para ti uns dias com saudades mais atenuadas.

    ResponderEliminar
  7. Força! Eu também vim atrás do amor e sei que a minha mãe sofreu e ainda sofre. E são "só" 200km de distância.
    Força!

    ResponderEliminar
  8. Só te digo , sei a falta que pode fazer um filho a milhares e milhares Kms de distância ...(até para trabalhar somente...)!! mas digo-te uma coisa, aquilo que me "alimenta" , o mais importante de tudo , é saber que criamos alguém para ser independente e ser feliz ao seu modo !
    Pensa nisso e transforma algumas dessa lágrimas ,que naturalmente escorrem, em sorrisos.
    Desejo-te a maior força e solidariza-te com os sorrisos da tua filha porque , acima de tudo, ela vai querer saber que a queres feliz! :)


    Beijinho de mãe para mãe

    ResponderEliminar
  9. É tu e o lugar que ficam vazios. Não vou dizer-lhe que irá se habituar porque não irá. O que podes fazer e ir ter com ela e ela vir a ter contigo nas férias. No mais desejo que ela seja feliz e que possa viver um amor pleno.

    ResponderEliminar
  10. Muita força, doce mãe :) E que a sua filhota seja imensamente feliz com esse amor.

    ResponderEliminar
  11. Acredito que seja difícil aceitar isso, mas se é a felicidade dela que está em jogo acho que ela faz bem. Força para todos neste momento difícil. Hão-de superar tudo juntos. :-). Beijinho

    ResponderEliminar
  12. A dor de ter a sua filha longe só poderá ser, de alguma forma, atenuada com o facto de saber que ela foi em busca da sua felicidade... apesar de todas as lágrimas... saberá também que o mais importante é que ela está bem e que sente a escolha que fez como certa. Um beijinho

    ResponderEliminar
  13. "emigrar por amor".... realmente dá que pensar, dá mesmo.
    Hasta

    J*

    ResponderEliminar
  14. Deve doer muito sim amiga..mais ainda a uma mãe que querendo a felicidade da filha lhe dirá adeus sorrindo por fora e chorando por dentro!!!
    Abraço apertado
    Maria

    ResponderEliminar
  15. A sua filha limitou-se a ir atrás de um sonho. Mesmo difícil de atingir, não desistiu e chegou agora a oportunidade dela. Claro que não será fácil para quem fica cá vê-la partir mas desde que saiba que ela está ainda mais feliz lá, a distância vai apertar a saudade mas a sensação de que ela estará bem vai sobrepor-se a tudo.

    ResponderEliminar
  16. Imagino que seja muito difícil. Mas pensa que ela vai atrás de um sonho e vai ter com o amor dela.
    Tens de ser forte!
    Muita força!

    ResponderEliminar
  17. olá. é a primeira vez que leio este blog, e dou com um assunto que me é muito caro. a minha filha está com muitas "ganas" de ir para fora assim que se despachar do mestrado, e nem vai precisar de o fazer, pois em princípio tem cá muito que fazer, mas diz ela que tem de conhecer mundo...e eu compreendo.toda a apreensão que aqui li, está comigo também, desejo que seja mais leve do que agora parece.

    ResponderEliminar
  18. Custa sempre ver os filhos partir! Curioso, daqui a uma semana vou a Bruxelas, cidade que gosto muito. É a 5.ª vez que lá vou! Beijinhos e felicidades para mãe e filha!

    ResponderEliminar
  19. Eu li no outro dia este post e depois nao tive tempo de comentar eu emigrei por amor :-) para o outro lado do Oceano a milhares de kms de casa, custou-me muitooooooooo mas acho que custou e custa mais a minha mae.
    Mas so' para aquecer o coracao de uma mae (o teu) existe o maravilhoso skype que so nao tem cheiro mas ajuda tanto a matar saudades e depois Bruxelas e ja' ai ao lado nao e' preciso atravessar um Oceano inteiro.
    O que mais desejo e' que esse mocinho que roubou o coração a filhota e' que a trate muito bem ela merece, nao e' qualquer uma que deixa tudo por amor :)

    ResponderEliminar
  20. Amiga nem sei o que te dizer...fizeste-me ficar com o coração apertadinho...a vida ás vezes consegue ser má...mas queremos que ela seja feliz, certo?
    Beijo grande...

    ResponderEliminar
  21. Imagino que seja dificil deixar uma filha voar e ir viver para longe, mas se ela está feliz, acredito que tb irás ficar. Força :)

    ResponderEliminar
  22. Vi os meus pais passarem por isso quando decidi emigrar mas garanto que com o tempo as coisas amenizam. Bruxelas é já ali. Eu vou imensas vezes a Portugal por ano e os meus pais tambem me visitam regularmente aqui na Irlanda. Estou agora a recuperar de uma cirurgia e a minha mae veio tratar de mim. Custa imenso, ainda custa. Mas ha semore maneiras de contornar e viva o skype ;)

    ResponderEliminar
  23. É verdade, vai sentir falta dela, mas por outro lado pense que a sua filha irá para perto do amor dela. Amor é deixar os filhos viverem a sua vida, com coisas boas e más, darem as suas cabeçadas e aprenderem com elas. Comigo é diferente, estou do outro lado, não me deixam fazer nada e eu fico muito frustrada. Portanto, que ela cheia muito feliz junto do seu futuro. Os filhos são do mundo e existe tempo para tudo.
    Bjeijinhos

    ResponderEliminar